Processos

Aspersão Térmica a Arco

Emprega a energia térmica proveniente do arco elétrico criando camadas de ligas metálicas.

Saiba mais

  • Dois arames são alimentados através de eletrodos (bicos, tubos de contato) onde recebem cargas elétricas, um com carga positiva e o outro com carga negativa. Quando os dois arames se interceptam, um arco elétrico é formado ocasionando na fusão do material. Um jato de ar atomiza o material que está em formato de “gotas”, e acelera-o até atingir o substrato formando o revestimento.
  • O arco elétrico é uma fonte de calor econômica e bem controlável acima de 4.000 ºC, o necessário para gerar um plasma condutor.
  • Como os metais se fundem a temperaturas bem inferiores, existe uma queima seletiva de componentes da liga que está sendo aplicada. Levando isto em consideração a engenharia de materiais compensa a perda prevista gerando materiais específicos para este processo.
  • A produtividade é a maior vantagem deste processo, no qual um equipamento manual chega a depositar 8 kg de aço por hora, tornando o revestimento bastante econômico.
  • Para a aspersão das gotículas é usado um jato de ar comprimido, que resfria o metal líquido para uma temperatura desejável, evitando em parte um superaquecimento da peça revestida.

 

Faça o download com a tabela dos principais materiais depositado pelo processo de aspersão TÉRMICA A ARCO.


Veja algumas fotos do processo, clique para ampliar.


Material para download.

cascadura.com.br
Todos os direitos reservados | Cascadura 2017